Conta-gotas da tristeza absoluta

Conta-gotas da tristeza absoluta,
a mais cava depressão irresoluta.
A tremedeira completa
se avoluma com o fracasso.
Já o sucesso alheio
medido com parco traço.

yellow bird

Cuidado com o maldito recalque.
Pois, voraz, te come por dentro a inveja,
veloz, sangra peremptoriamente tua alma,
depois, o ópio, o vício, a fumaça,
inebria, meu pensamento – uma cachaça.
Bach, Borges, besteiras…
Brecht, Bloom, bobagens…
Busco no âmago a ânima utópica,
esta seta que jamais se endireita
alcança a razão eterna insatisfeita.

Grita mais, tá gritando pouco ainda. Aponta o dedo cara - é lá mermo sá´parada.

Se o trato era só viver – Meia-volta volver.
É correto apenas ser?
Ou é sensato transcender?
Como um porteiro que abre as portas do inferno…
Como um lixeiro que recolhe os recicláveis…
Como um urubu que alimenta-se de carniça…
Como uma onda que cessa de existir ao quebrar
na praia.

folhas verdes versos

Anúncios

2 comentários em “Conta-gotas da tristeza absoluta

  1. Valeu a visita
    Oh gente do Brasil!
    Já estranhava vossas excelências
    E as cantigas são um baril!!

  2. amigos meus do pântano:
    parem de implicar com dom diego armando maradona! sugiro um documentário sobre ele feito pelo Kusturica, disponível no youtube.
    obrigado por lerem o meu trabalho.
    um grande abraço.
    romério

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s