No mundo da lua

Nesta maçaroca de influências desconectamos tudo. Meu nome é Devianix III, sou um extraterreno vacilão. Deixei Netuno, ou será Urano em busca da vida inteligente. Nada disso achei. Quantas imbecilidades juntas é capaz o ser humano de fazer? Nesse dificuldade de conciliar agendas para marcar a morte das galinhas mortas sempre acabamos no mundo da lua.

Sabemos que nada disso é normal neste mundo sem sentido. Então empreendemos esta viagem rumo ao infinito. No mundo da lua ficamos sem pé nem cabeça, confirmamos que São Jorge não existe, muito menos o lado negro de nada. Só existe o lado negro de tudo. Só existe maldade nesse universo.

Por isso quando deixei minha nave espacial, decidi ser apenas mais um viajante interplanetário. Rompi todas as amarras que me prendiam ao meu planeta natal. Conquistei aqui muitos amigos-inimigos, a diferença é que eu não sei a diferença entre amizade e inimizade. Sou apenas mais um. Igual porém diferente.

Nada é único. É múltiplo viver e reviver. Apenas quando apertamos cada botão sentimos o boost violento do Mach5 acelerando na direção do nada. Aqui aportei e aterrisei no mar. Um grande vazio azul era o céu, a grande imensidão azul era água. Um buraco dentro de mim se enchia de vazio.

Devianix III

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s