Extremamente normal

Não desrnoteie

Comemore indiretamente

A morte do poeta

Inimigo-comum da realidade

Nas cinzas que sobrarem

Morra junto com ele

Duvide da arte

Interaja com a loucura

Faça isso tudo

E chore

A morte do poeta

Traz toda a pobreza de sua vida

Que nada fez

Que nada criou

Que não foi

Nem veio

Veja

A morte do poeta

é apenas mais uma morte

Com sorte, morrerás junto

Serás o poeta-defunto

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s