o olho que BRILHA

quando aqui venho sempre brilha meu OLHO
na leitura dessa poesia com molho
eu falo desta longa ausência do intercâmbio tosco
das idéias, do meu velho poetar, quase um encosto

muitas pessoas no mundo
o mundo deveria ter menos gente
velho mundo vagabundo
cada vez cada vez mais quente

líderes do nosso movimento, parabéns por tudo
nessa selva de dúvidas, as vezes posso ser surdo-mudo

  1. acesse os acessórios no acesso escondido de sua cabeça

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s