O Começo do Fim do mundo – videoclipe

Um sentimento estranho…acho que…

Videoclipe da canção O Começo do Fim do Mundo
Direção: Cavi Borges
Edição e Fotografia: Daniel Ribeiro

E aqui o wav para tu baixar e ouvir

As aventuras na Cidadela Oeste – Ouça e baixe

As Aventuras na Cidadela Oeste é o passeio onírico que os Homens do Pântano propõem a você. Uma viagem musical por um mundo apocaliptico situado em alguma dimensão entre o passado e o futuro. Camadas de guitarras setentistas, linhas de baixo com um pé no reggae, rap irônico e incisivo em cima de bases grooveadas temperadas com um cavaquinho psicodélico. Coloque no volume máximo e curta o som!

Essa é a capa do nosso disco, confira aqui

Cinzas do vulcão em Jacarepaguá?

Tandera acompanha um estranho fenômeno em Jacarepaguá. Cinzas do vulcão? Neve no Rio de Janeiro? Uma Queimada gigante?

Lamento lambido

Sinto o cheiro do azul decorado
todas as estrelas brilhantes que brilham ao meu lado
saltitam em meu ouvido caro amigo
sou bandido das palavras
grou chinês antigo
um perigo

trago a sabedoria duvidosa
a beleza na formosa via errada
moderno é gay esquisito com cabelo colorido,
meu nome é van gosling eu sou bonito
vim das colinas mais distantes
nas mãos os diamantes
daqueles que controlam mentes
trago o suco da morte
tem a cor da sua alma
que o sabor mais forte
do marrom mais fosco mais cinzento
espalhado pelo chão no crime violento
não é nada mais não é nada não é máfia
não é nada que é normal que é legal ou ilegal
livre favelização da gás para as máfias
mentiras delícias milícias malícias

quanta maledicência grudada caro poeta
seicentas tranqueiras numa fedorenta buceta
entendo bem este nobre vil sentimento de amargor

travor na língua, aguá verde abacate gatorade verde-limão
cianobactérias proliferam-se na minha língua
como crocodilos pulam das pupilas gustativas
amarga tentantiva de ser morta e ser viva
no pântano na sombra vivo a via destemida

certo dia solitário
estudo o eu obtuso
e descubro que o eu verdadeiro
é maior
é melhor
entendo o ontem, o hoje e principalmente
que o amanhã não existe

maldita insatisfação
bendita indagação
na mesma onda
sempre surfarás
mas o mar sempre
será outro

vida, ó vida vadia
bandida, bendita vida
vi através da vitrine
a alma vazia
que passava
vi o vasto mundo
não a importunava
sê livre mané
só isso

poeta imperfeito
o futuro não existe
foda-se se ele é triste
não faça desfeita
desse vez se enjeita
seja deusa ou dona ou dama
seja mais do que a palavra
saiba que o passado é ilusão
pobres planos,são
migalhas na poeira
do infinito
o presente é mais bonito
saiba disso
tenho dito

pela primeira vez editado, Van Gosling cospe forte

Somos sujos

que cor é essa?

Somos do esgoto, sujos.
Curtindo poesia-merda-cocô,
cianobactérias, gatoradeverdeatômico,
sopa de ervilha que o moscatelli falou.

Nessa fedentina
nem incenso me anima,
ânimo exaltado pelo cheiro do metano,
sulfídrico surfante no tapete d´alga mutante

Hesitante lodo…ovo podre…ovo da serpente-crocodilo;
Nesse instante nasce fulgurante neste seu cascudo estilo;
No esgoto, nosseu próprio perdigoto
nunca nunca se esgota, não seja idiota.

Biólogo Mário Moscatelli

Silicose mental

Urubus farejam a nova carniça,

cutucam, mordiscam,  não são ameaça.

Tão forte viva morte me atiça,

todos juntos aspirando cinzas

saídas da vulva de um vulcão psicótico

Pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiótico.

Esta vida não tem versão beta;

morte eterna jamais inquieta,

em sumo meu sonho de consumo é consumir um sonho

Morfeu defunto morreu risonho.

Por Sombr-1-o

Verás que vales nada

vida vida humana vale nada
nosso romance é besta frente
esta grande frente quente
nós humanos somos só pretensiosos
mas a vingança virá,
ah sim,
ela virá

daqui para frente
decreta o poeta
proibido será ter sucesso
obrigatoriamente serás humilde
e é crime a confiança no próprio indivíduo

eu sei que sou máximo
total confiante
mas até mesmo
será proibido ganhar dinheiro
tudo deverá sim abastecer
os maledicentes e estranhos
cofres desta desrevolução

amarraremos teclados
grossas cordas mandam recados
ironia máxima quando
descomeça a vingança
ela virá!
ela virá?
virá ela?
a morte virá

Cuspido pelo sempre soturno Sombr-1-o, number-one do Cemitério


foi o próprio demônio que gravou a fita-demo

eu vou roubar sua alma

saiba como….

segue os Homens do Pântano? tem q ver esse video-preview do nosso disco -Violeiro Fantasma é a canção da vez.

Ouça lá.